Crônicas


E.E.B CEL CORONEL GASPARINO ZORZI”
CAMPOS NOVOS, 17 DE SETEMBRO DE 2015.


Os alunos dos oitavo anos 01, 02 e 03 foram convidados a elaborar crônicas narrativas em dupla sobre assuntos diversos. Após devidamente corrigidos, estes digitaram seus textos e os entregaram a professora Elize Lima (Língua Portuguesa) para serem anexados e postados no BLOG da escola Gasparino Zorzi. Atividade encerrada no terceiro bimestre.


8º ano 01


NOME: Ana Luísa e Estefani Chaves
PROF ª : Elize Lima 8° ano 01 – Língua portuguesa


Amor Antigo


Em um dia ruim, fora daquele apartamento podia se ver uma linda jovem com cabelos ruivos chorando, o porquê não se sabia.
No colégio em que estudava havia um fundo de bolsas de estudos. Bruna conseguiu uma bolsa de estudos. Sendo assim, foi estudar com pessoas ricas que sempre afastavam - na, pois a achavam muito esquisita – sempre com livros na mão.
Naquele dia, ela saiu para ir à biblioteca na hora do intervalo, pegar alguns livros para ler. Na hora que saiu da biblioteca uma pessoa extremamente distraída acabou batendo nela e derrubando os livros. O moço ajudou a garota que todos achavam esquisita.
Depois de alguns meses Bruna começou a namorar com o garoto do esbarrão no corredor. Foram anos de alegria, felicidades, e amor.
Bruna e Marcelo se casaram, mais infelizmente não durou muito tempo Marcelo sofreu um acidente de carro.
Bruna sentiu muito a morte do marido e nunca mais se apaixonou por ninguém.






Ser adolescente


Alunas: Isabella Regina Vieira e Amanda Camargo dos Santos


No dia 1 de agosto de 1997 na rua dos Alfeneiros n°4, na cidade de Londres, Inglaterra houve um incêndio no qual morreram três pessoas e sobreviveu apenas uma - a adolescente chamada Sophia .
Depois de horas, conseguiram apagar o incêndio, contaram para Sophia que seus pais haviam falecido, avisaram uma parente próxima do acontecido, ela foi diretamente para lá ajudar a menina a superar a morte dos pais.
Sentada em seu quarto, um dos únicos lugares que não foi incendiado, ela começa a chorar. Depois de horas começa a pensar no que um de seus professores havia dito sobre "Ser adolescente" .
Os obstáculos, as fases difíceis, os verdadeiros amigos, os verdadeiros amores, as verdades e as mentiras, pensou em tudo, tudo mesmo. Pensou no significado de cada uma dessas afirmações.
Quem seria seu verdadeiro amor?
Seus pais ?
Seu irmão que haviam morrido?
Ou quem ?
As fases difíceis e os obstáculos! Seria a morte de seus pais?
Quais seriam as verdades e as mentiras?
Será que sua verdadeira amiga seria sua tia Felicity? Porque era ela para quem Sophia contava tudo, era ela que estava lá ajudando naquele momento difícil.
Ser adolescente significa passar por dificuldades, superar, dar risada com os amigos, dar risada do próprio tombo na rua, ter quedinhas e depois olhar e pensar "eu gostei dele?" Quem nunca, não é mesmo? É brigar e se separar daquelas pessoas que diziam ser seus amigos e perceber que os seus verdadeiros amigos são seus país e Deus. Ela viu que todos passam por momentos ruins mais que sempre iram passar por cima. E então Sophia decidiu que iria superar aquilo com o tempo, e com a ajuda de sua tia Felicity, decidiu que passaria por cima de todos os obstáculos que viessem, e passaria para a fase da vida adulta com coragem, alegria ,maturidade para escolher uma boa carreira e fazer seus pais se orgulharem da pessoa que haveria se tornado.
E para você, qual é o seu obstáculo?
Quem são seus verdadeiros amigos ?
Você já se apaixonou?
Quais foram as verdades e as mentiras da sua vida?
E para você o que é ser adolescente? Aprendemos que é preciso tentar não se cobrir sobre o peso de nossas angústias e continuar a lutar.


O Dia que a Terra Acabou


Alunos: Tainan, Gabriel Martins.
8o ano 01


  • Aconteceu uma tragédia no ano 2060, por volta de vinte e três horas e trinta minutos. A Terra acabaria em um choque contra o sol.
  • Durante alguns anos eram feitos estudos, mas ninguém acreditou que poderia acontecer. O sol se expandiria até acabar com o sistema solar.
  • Depois de 50 anos acharam que os cientistas estavam errados em suas previsões, mas no dia vinte e um de junho de 2110 tudo aquilo que os cientistas falaram que iria aconteceria ocorreu.
  • As pessoas ficaram chocadas com a notícia de que o sol estava se expandido. Poderia ocasionar uma explosão tão grande que destruiria todo o sistema solar. Tudo viraria uma simples estrela perdida no céu.
  • Depois de dois dias, um grupo de dez pessoas sobreviveu, mas quando acordam, sentiram uma queimação muito irritante, se olharam no espelho.
  • A pele deles estava tudo queimada, não conseguiram aguentar a dor que acabaram morrendo.


O dia em que a Terra parou


Maria Eduarda Lorini e Maria Lúcia Saurin


Será um dia marcante?
Será o fim da humanidade?
Qual seria a explicação dos críticos para isso?
Eles teriam todo um conteúdo?
Seria o onze de Setembro que faria com que tudo começasse novamente?
Teríamos de voltar à pré-história?
Criar a vida desde então?
Será que teria tecnologia pra criar uma espécie de proteção?
Se no dia 11 de Setembro de 2020 a Terra parasse, o mundo todo ou não teria mais Sol ou não teria mais Lua... Talvez fosse o dia em que o mundo acabasse, em que ficasse só frio, e a humanidade fosse morrendo aos poucos...
Vamos imaginar que este dia fosse hoje...
A Terra pararia, o Sol aqueceria somente um dos lados, e a Lua iluminaria somente o outro lado...
A Terra chegaria a um calor insuportável.
Talvez alguém criasse uma espécie de proteção contra os raios solares, ou contra o frio imenso que existirá... Alguém talvez já esteja criando, ou ainda pensando em criar...
Deveriamos parar para pensar nisso, e aproveitar cada momento, pois as oportunidades vêm e voltam, mas as lembranças ficam e talvez dependa desta oportunidade para ter um futuro.
UM DEFUNTO NO AVIÃO


GABRIEL L. GAUGER e KAYLON


No dia 20/07/2007 um casal de idosos junto de sua afilhada localizavam-se em uma cidade chamada Fortaleza. O idoso era cadeirante e tinha problemas de saúde , a afilhada era médica e percebeu que o idoso estava pálido . Quando o tocou estava morto.
A afilhada e a madrinha prepararam-no rapidamente, tiveram a ideia de transportar o idoso em um avião até a cidade Natal. Mas, para isso teriam que comprar roupas longas , chapéu e outros acessórios .
Ao chegar ao aeroporto ninguém percebeu, porém no avião , a policia foi chamada . As mulheres foram presas e condenadas . O corpo levado ao IML e os parentes levaram após um tempo ao velório.
Após um dia , as mulheres foram libertadas , pois explicaram tudo a policia, foram ao velório .
Toda semana elas pagam com serviços comunitário pelo crime cometido .


Briga No Fim Da Festa


Lucas Palavro e Nathan Alves


Em um belo dia, dois homens voltavam de uma festa. No trajeto para suas casas pararam em frente de a um bar. Ali havia dois outros homens brigando, foram para separar a briga, e meteram-se em uma confusão. A polícia chegou e levou-os para delegacia.
Em frente à delegacia, explicaram o que tinha acontecido. O delegado liberou os dois amigos que voltaram para suas casas.
Em suas casas, contaram para seus familiares o que tinha acontecido. Falaram que nunca mais seria intrometidos, e jamais separariam brigas.
No outro dia, passaram em frente a um bar. Não quiseram nem parar de vergonha do dono do estabelecimento que havia presenciado a briga da noite anterior.


8º ano 02


8º ano 02
A Noiva Louca
Todas as noivas estão fazendo uma certa moda, que consiste em destruir seus vestidos em frente de uma câmera.
A maioria dessas fotos são tiradas na maravilhosa cidade de Las Vegas, tudo isso começou com o primeiro casamento de uma mulher virgem 1991 no dia 31 de dezembro, desde de lá a moda de propagou por todo o mundo.
A ideia da moça em seu casamento era mudar um pouco de tudo daquela coisa bonita do casamento, e decidiu transformar um pouco e fez imagens ela mesmo destruindo seu caro e bonito vestido.
Toda essa história ocorre com três personagens, a noiva louca, o fotografo abismado e o marido indignado.
Tudo isso começou no dia antes do casamento, no dia 30 de dezembro, ela começou a pensar no que poderia inovar, pensou, pensou e decidiu que iria rasgar todo o seu lindo vestido em frente a uma câmera. No dia 31 entrou na igreja fez toda a cerimonia, na hora da saída da igreja se fez de louca e começou a destruir seu belo vestido e o fotógrafo registrou tudo, ele mesmo abismado tirou as fotos, seu noivo ficou indignado por que teria que pagar toda a cerimônia e também pagar o caro vestido que custava R$ 10.000,00; a noiva o havia rasgado. Na hora de pagar todas as coisas deixou o vestido por último, mas ele já imaginava que não iria sobrar dinheiro suficiente, começou a ficar desesperado porque precisava pagar tudo e não poderia se endividar com nada mesmo porque tinha que reformar sua casa e mobiliar toda ela. No final das contas encontrou o que faltava em um paletó que seu pai tinha dado quando ele começou a namorar.
Depois de tudo, o noivo já mais calmo consegue pagar e assim vai correndo para a festa que tinham feito para os noivos.
Alunos (a): Carlos E. P. Zimmermann e Wesley Dalpiva
Morto Aéreo
Você já tentou viajar de avião com um morto ao seu lado? Não, mas um casal de jovens tentou embarcar Paris. Entraram no aeroporto de CHARLES DE GAULLU com um idoso numa cadeira de rodas e de óculos escuros. Os funcionários do local estranharam porque o senhor estava pálido e não se mexia.
Quando o casal estava chegando perto do chequim os funcionários perceberam o homem estava morto e chamaram a polícia.
O casal que levava o cadáver foi preso por suspeita de não terem avisados as autoridades e liberadas sob Fiança.
Alunos (a): Gabriel Fernandes e Lucas Dissegna


Deu a louca nas noivas


Estamos acostumados a ver sempre noivas deslumbrantes caminhando em postura reta e firme a caminho do altar, mas agora parece que tudo isso é momentâneo. As noivas atualmente aderiram a uma nova moda meio que estranha, rebelde e aventureira chamada de “Trash the Dress” ( Detone o vestido).
Muitas noivas estão seguindo essa moda. Uma delas é Luzi uma mulher extrovertida e alegre que no dia quatorze de fevereiro do ano de dois mil e quinze, grande dia da sua vida, seu casamento, decide se aventurar nesta nova onda não muita barata, digamos assim, mas ousada. Luci, após a cerimônia entra em um matagal enorme com poças de lama por todos os lados, galhos pontiagudos e até pedras pelo caminho. Após passar pelos obstáculos a noiva fica praticamente irreconhecível e em cada passo que ela dava, uma foto era tirada para seu álbum.
Luci diz ter gostado, brincadeira que custou ao seu atual marido Charles mais de R$ 400.000,00 fora a cerimônia. Já Charles diz ter ficado com pena do vestido que lhe custou uma fortuna mas decidiu fazer as vontades da noiva.
Luci e Charlie hoje estão casados e dizem ter adorado a brincadeira e que pretendem fazer novamente no futuro em outra ocasião.


Alunos (a): Brenda, Luana e Monalisa.


Deu A Louca Nas Noivas


E Que Venha A Vida Nova; Antes Do Casamento a noiva que sempre sonhou em ter filhos, ter uma casa e ser avó já não estava tão animada para seu grande dia. O Casamento seria realizado na maior igreja de Nova York como era nos seus sonhos. A Cerimônia Seria realizada no mesmo dia do casamento de seus avos dia cinco de novembro de 1925.
O dia do casamento estava cada vez mais perto e a noiva cada dia mais arrependida, pois ela já havia se casado na sua adolescência e sabia de suas responsabilidade como uma mãe de família.
A noiva era muito nova para casamento, tinha apenas 27 anos e foi criada em uma família religiosa, era muito mimada, faziam tudo o que ela queria. O noivo era um homem mais de respeito, já um pouco mais velho com 34 anos, formado em advocacia, com uma família complicada, pois era divorciado e sustentava sua mãe na costa.
Na Semana do casamento os dois e as famílias chegaram em Nova York para os últimos preparativos. Tudo estava ficando perfeito, o vestido estava na medida certa. No dia do casamento a noiva estava se sentindo muito arrependida de ter aceitado ser casar, resolveu fugir com o motorista para se resolver das obrigações de uma mulher casada.
Chegou a hora da cerimônia, a noiva estava demorando muito e o motorista não apareceu na igreja. A mãe da noiva tinha escutado uma suposta de que ela não apareceria na igreja nunca. Já a noiva pegou o primeiro avião para o Brasil devolveu o dinheiro gastado na cerimônia e todo enxoval, com medo da consequência. Deu sumiço do mundo e nunca mais se casaria.


Alunos: Rian e Barbara


A caixa amaldiçoada
Em uma tarde, uma menina chamada Emily foi com o seu pai e com sua irmã comprar móveis usados para a casa nova que acabaram de comprar.
Emily achou uma caixa, ficou curiosa e pediu para seu pai levar. Então ele comprou a caixa que ela queria e os outros móveis.
Depois foram para casa. Emily, ao chegar tentou abrir a caixa, mas não conseguiu. Pediu ajuda para seu pai, que também não conseguiu. À noite, com todas as luzes apagadas, a menina pegou a caixa e tentou de novo, quando foi puxar a tampa ela se abriu. Dentro não tinha nada de interessante, só um espelho sujo e um anel, mas como gostou do anel passou a usá-lo. No dia seguinte ela viu um roxo no seu dedo, ficou assustada mas não tirou a joia.
À noite, Emily já estava cansada, nem jantou direito e logo foi deitar. Na madrugada escutou uns barulhos vindos da janela de seu quarto. Quando de repente viu um vulto e começou a ter pesadelos, com medo foi dormir com sua irmã Ana. Emily estava agindo de uma maneira muito estranha depois que comprou aquela caixa. Seu pai se assustou e logo foi procurar um médico, este falou a ele que era melhor procurar um padre, porque aquilo não era uma doença. Ela estava possuída.
O padre fez de tudo até que conseguiu tirar o mal que estava dentro dela. Depois de todo sacrifício o padre pegou a caixa para levar a um lugar bem distante de tudo. Indo para o local, um caminhão ultrapassa o carro e o padre morre no local. Depois disso, todos acham que o motivo do acidente foi àquela caixa.
Alunos (a): Larissa Deporte


8º ano 03



Todo dia


Maria Rita Correa e Gabriela de Oliveira Gerhardt
Certa aluna de uma escola tinha uma rotina chata que nunca mudava: Acordar, tomar seu café da manhã, tomar banho e esperar sua amiga para irem juntas à escola.
Quando voltava, fazia a lição e ia ajudar sua mãe a trabalhar no negócio da família: uma lojinha de antiguidades. À noite jantava e ia dormir para recomeçar tudo novamente.
Certo dia, porém, sua vida mudou completamente! Um avaliador de objetos valiosos chegou na lojinha de sua família e se interessou muito por um espelho lindíssimo que estava à venda. Chegou até o balcão e pediu o valor.
Mulher humilde que era sua mãe, queria vender por uma quantia pequena; pensava que o espelho era só uma velharia e que não tinha valor algum
Mas aquele simpático senhor, conhecedor de objetos valiosos disse que aquele espelho que parecia um tanto insignificante, era uma relíquia e que ele estava disposto a pagar o que fosse para obtê-lo em sua coleção.
A menina que observava a cena de longe animou-se com a proposta, mas seu pai logo negou porque achava que o senhor estava enganado. Mas ele insistiu, queria pagar uma alta quantia pelo espelho e tanto pressionou que eles acabaram aceitando dez mil reais em dinheiro vivo!
Com o que ganharam, voltaram para sua cidade natal onde passaram a levar uma vida tranquila e o “todo dia” da menina se tornou bem mais atrativo e interessante. Conheceu Pedro, ficaram amigos, até que ela se apaixonou por ele depois da primeira vez que eles ficaram.
Em uma bela noite quando Bianca e sua mãe estavam jantando Pedro bateu na porta de sua casa, ela ficou assustada ao vê-lo, ele se ajoelhou na frente de sua mãe e pediu-a em namoro, Bianca olhou para sua mãe, e então a mãe autorizou.
Bianca pulando de alegria foi e deu um abraço bem apertado em Pedro. Passaram-se nove anos, se casaram e viveram muito felizes.


O dia em que a Terra parrou
Aristilene e Kelly
Eram três horas da manhã, quando Rony acorda de um pesadelo, ela resolve descer até a cozinha para tomar um copo de água, nem imaginava que em poucas horas o mundo sofreria uma grande invasão.
Quando amanheceu, Rony foi fazer suas atividades rotineiras, ir para o emprego e participar de várias reuniões. Aproximadamente noves horas da manhã o céu começa a escurecer, todos pensavam que era um eclipse solar. Meia hora depois o céu ficou completamente escuro, de repente a luz acaba, as paredes começam a tremer e pedaços de gessos rodopiam pelo ar, como fogos de artifício. Rony começa a correr, como várias outras pessoas estão fazendo, procurando um lugar para se proteger. O sol começa a surgir novamente e no meio da luz solar surge uma nave, um disco voador, todos ficam desesperados. Rony só pensa em uma coisa, na sua família e como estariam.
Tudo mudou naquele dia. O dia em que a eletricidade mudou para sempre. No dia em que a Terra parou e foi invadida por alienígenas. Milhares de pessoas morreram inexplicavelmente. A família de Rony morreu, como várias outras famílias também. Desde então ele vive no campo, longe das grandes cidades e dos campos de concentração criados pelos invasores para escravizar a humanidade, longe da ameaça da nave Ícone. Aos poucos a humanidade foi construindo novamente suas vidas.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Aluna da Escola de Educação Básica Cel. Gasparino Zorzi é Campeã Sul Brasileiro de Judô

OBRAS DE AMPLIAÇÃO - E.E.B. Cel. Gasparino Zorzi

Consciência Negra